Impotência

Impotência é a incapacidade de um homem para o coito . Mas entre as pessoas, é mais sobre a incapacidade de fertilizar uma mulher, o que é uma grande diferença. A relação sexual pode ocorrer, mas porque um homem tem um pequeno número de espermatozóides ou espermatozóides insuficientemente móveis, não haverá fertilização.

Tipos de impotência

A impotência masculina tem cerca de três causas principais, a ereção inadequada, incapacidade de produzir sementes e a pequena quantidade já mencionada ou baixa motilidade espermática . Destes, a disfunção erétil é a mais comum . Tem havido muitos artigos escritos sobre esse assunto, mas é fácil dizer que as causas são duas. É uma psique e uma saúde . Outra medida é a idade , porque com o aumento da idade há uma diminuição nos níveis de testosterona no corpo. Isso diminui o desejo sexual e, claro, o pênis diminui . Especialistas e o público também estão falando sobre a impotência feminina.

Resolvendo a perda de capacidade de ereção

Para a disfunção erétil, é possível lidar com o acidente administrando drogas, mas é necessário procurar a causa real. Pode haver problemas no trabalho, na família e nos relacionamentos, mas também alta pressão, colesterol alto, diabetes, má função da tireóide,

 

Impotência em tenra idade

A impotência não envolve necessariamente apenas homens mais velhos. Aparece ocasionalmente até nos anos mais jovens . Em uma idade mais jovem, é mais fácil de resolver, e geralmente é alta carga psicológica, redundância, síndrome de burnout, estresse excessivo , álcool ou sem uso de drogas ou esteróides . Minimizar esses riscos e a ocorrência desses fatores que afetam a ereção melhora a ereção. Você também pode ajudar com o medicamento Macho Man , que ajudará, em particular, em tais casos. Com melhora da ereção e sexo vem o aumento global da auto-estima, que anda de mãos dadas com a melhoria constante da ereção e o problema da impotência em tenra idade é esquecido.

Afrodisíacos naturais

A impotência tem sido um problema no passado. A história nos deixou com experiência em produtos naturais, como gingko biloba ou ginseng . Entre os afrodisíacos conhecidos   também estão os amendoins , que contêm arginina , o que também ajuda na circulação sanguínea. E observe – até homens! Caso contrário, recomenda-se beber água limpa, vitaminas, minerais, antioxidantes e movimento. Por outro lado, trata-se de limitar o consumo de álcool e cigarros. Isso leva à limpeza do corpo e ao aumento do desejo sexual. Também é apropriado apostar em suplementos dietéticos eficazes.

 

Sete coisas que ameaçam a ereção:

Medicamentos, estresse, falta de sono ou má higiene bucal podem causar distúrbios de ereção. Mas o pior de tudo é por em risco a vida sexual com seu parceiro.

Os homens geralmente se interessam por sua saúde quando têm problemas sexuais, um suspiro adverte que o estilo de vida pouco saudável pode reduzir os níveis de testosterona e causar problemas na hora de ter relações que podem se transformar em disfunção erétil completa.

Um distúrbio de ereção, mais precisamente a disfunção erétil (DE), anteriormente chamada de quase impotência, é um distúrbio generalizado, em certo nível, afeta quase a metade dos homens, especialmente na faixa de 35 a 65 anos.

Atualmente estamos observando que ele não evita homens mais jovens, como cerca de trinta anos, mas ainda mais jovens. Existem muitos problemas que os homens não tiveram que resolver antes. É uma incerteza existencial, muitas vezes como gerentes temem que eles vão falhar na sua função para os funcionários que serão lançados para fora do trabalho, um elevado ritmo de trabalho e dedicação, bem como o stress de vários tipos, incluindo vários problemas parceiras, muitos dos problemas associados ou associados à disfunção erétil também podem estar envolvidos, como distúrbios metabólicos, diabetes, excesso de peso, pressão alta, doenças cardiovasculares e muitos outros.

Conheça os sete culpados que você precisa pensar se quiser manter uma vida sexual saudável.
1. Os medicamentos que você toma: Os efeitos colaterais de alguns medicamentos, como antidepressivos, medicamentos para pressão sanguínea, ou até mesmo produtos populares de crescimento capilar, infelizmente incluem problemas de ereção. Surpreendentes pessoas culpadas também podem ser medicamentos comuns para o resfriado, muitos medicamentos podem contribuir para problemas de ereção. Muitas vezes, por exemplo, os homens lidam com o estresse e estresse no trabalho com vários sedativos, antidepressivos, etc. Este é, sem dúvida, um grupo de drogas que podem participar ou aprofundar a disfunção erétil. Ele também inclui medicamentos para pressão alta, hormônios e muitos outros medicamentos e preparações.
2. O estresse relacionado ao trabalho: é um dos principais culpados pelos problemas sexuais em homens.Muitos homens em torno dos quarenta e cinquenta anos que são muito bem sucedidos no trabalho altamente estressante e muitos deles têm disfunção erétil. Os homens que trabalham duro, diz ele, muitas vezes não têm problemas no escritório . Sua ansiedade vai o dia inteiro e não lhes permite relaxar mesmo no quarto. É aconselhável não lidar com o trabalho após o horário de trabalho. Não trabalhe quando você chegar em casa do trabalho, não trabalhe em férias e se envolva em atividades que aliviem o estresse, como exercícios.
3.Falta de sono: Mesmo algumas noites quando você vai para a cama tarde pode ter um efeito sobre a ereção. Pesquisadores da Universidade de Chicago descobriram que dormir apenas cinco horas ou menos reduziu os níveis de testosterona em homens jovens e saudáveis ​​em 10% depois de alguns dias.O sono suficiente é, o mais importante em homens mais jovens, cujos baixos níveis de testosterona desempenham um papel importante na sua capacidade de ereção. Eles devem dormir por pelo menos seis horas, mas o ideal é de sete a oito horas de sono.
4.Má higiene oral:  Um estudo turco de 2012 mostrou que homens que sofrem de disfunção erétil tiveram até três vezes mais probabilidade de problemas de gengiva do que homens sem problemas de ereção. Os cientistas explicaram que o sistema imunológico começará a atacar patógenos em sua boca quando a cárie dentária se desenvolver .Bactérias, em seguida, penetram na corrente sanguínea e danificam os vasos sanguíneos e o fluxo sanguíneo. A limpeza regular dos dentes, juntamente com o uso de fio dental pelo menos duas vezes por dia, pode ajudar não só as gengivas, mas também a ereção.
5.Consumo excessivo de álcool: Talvez algumas cervejas tenham um efeito calmante diário em seus nervos, mas se você beber autoconfiança bebendo álcool para alcançar a garota no bar, sua noite pode acabar diferente do que você planejou. Um estudo  da Universidade de Washington descobriu que homens bêbados têm um problema maior de ereção, e mesmo se o fazem, suas ereções não são tão fortes quanto as de indivíduos sóbrios. E não é apenas o problema de uma noite.O consumo excessivo de álcool a longo prazo piora o desempenho sexual, o que foi encontrado por especialistas é que o álcool atua como um sedativo, portanto, não só ele não ajuda a pessoa a se excitar, mas também a deixa mais cansada.
6.Estresse e sentimentos de culpa: Problemas com a ereção podem causar culpa por exemplo, a infidelidade. O sentimento de culpa se transforma em ansiedade e causa mudanças químicas no cérebro que causam problemas de ereção. Grande ansiedade impede que você fique tão animado para ficar excitado.Com o fato de que o estresse e a ansiedade são importantes na disfunção erétil, mesmo com algumas doenças orgânicas ou danos penianos ou condições após doenças graves, como o câncer, essa disfunção começa “na cabeça”.Razões para a disfunção erétil podem ser variadas, como o homem sente-se humilhado ao ver sua mulher comentar sobre seu desempenho sexual, duração do contato e similares, por vezes, o medo do novo, parceiro significativamente mais jovens ou talvez o medo associado com a falha antes com outro parceiro.As razões são muitas, e os homens são realmente muito frágeis nessa direção.
7.Nicotina:Todos nós sabemos que fumar faz mal à saúde, porém a maioria das pessoas não sabe que há uma ligação direta entre o tabagismo e a disfunção erétil. Um estudo de 2011 mostrou que os homens que haviam deixado de fumar tinham uma ereção mais forte depois de oito semanas e atingiram o máximo de excitação cinco vezes mais rápido do que os fumantes que retornaram ao hábito de fumar.Essa melhora também foi observada em homens que abandonaram os adesivos de nicotina, indicando que dói não apenas fumar cigarros, mas a própria nicotina. Fumar é, sem dúvida, um dos fatores que, a longo prazo, não beneficia a ereção, bem como o uso regular de álcool ou substâncias que causam dependência.
Conheça Herus Caps – O verdadeiro remédio contra a impotência.

 

 O que é celulite? 

A celulite é uma condição da pele que ocorre como resultado do acúmulo de tecido adiposo e do envelhecimento do tecido subcutâneo. Afeta mulheres de todas as idades, formas corporais, cores da pele e condicionamento físico. Enquanto alguns deles são esportivos e saudáveis, não é uma garantia de que eles evitarão a celulite. É responsável por quase 90% das mulheres e os homens sofrem. A genética também desempenha um papel com o qual não podemos fazer nada. A celulite pode agravar outros fatores, como estilo de vida, idade e IMC.

A celulite distingue diferentes tipos e notas. A divisão básica é na celulite fibrosa e edematosa. A celulite edematosa é caracterizada por inchaços causados ​​pela imobilidade do fluido e pelo acúmulo de gordura e água nas células. A pele ainda está tensa e flexível, mas a sensação de pernas pesadas já aparece. Não há “vestígios” da pele na pele. A celulite fibrosa é visível e você a conhece como uma pele laranja. A imobilidade de fluidos e má circulação são a causa de “clusters” de células gordurosas isoladas. Pequenos feixes surgem, o tecido conjuntivo de suporte perde sua elasticidade e é mais rígido. A cor da pele é mais brilhante, avermelhada quando pressionada e, quando você pressiona os dedos, ela começa a parecer uma casca de laranja.

Existem muitos produtos e formas no mercado que oferecem soluções de celulite. Pode ser complicado saber, especialmente para um leigo que não sabe o que focar e o que escolher.

A celulite também tem meias-verdades diferentes. Talvez seja 100% removido por lipoaspiração. Isso é um erro, em alguns casos, a condição da área tratada pode se deteriorar. A lipoaspiração nunca foi planejada para a remoção da celulite, mas para a remoção de depósitos de gordura. Em casos excepcionais, a lipoaspiração pode causar cicatrização do tecido, que parece ser a celulite.

O que podemos fazer para melhorar a celulite por conta própria?

Dieta ajuda a melhorar a celulite em grande medida. Mas deve andar de mãos dadas com o movimento e o regime certo de beber, e a luta contra a celulite é uma corrida de longa distância. Papel desempenha uma disposição genética, distúrbios hormonais, má circulação sanguínea, pouco movimento, dieta inadequada, etc Celulite gosta de altos e baixos de peso. A melhor luta contra a celulite é, portanto, uma dieta regular e balanceada, regime de ingestão suficiente e movimento. Mas isso deve ser regular. Andar é a forma mais saudável e acessível de esportes. Reforço eu recomendo medir pés e costas. Quem está interessado em um programa de treinamento não é um problema para compilá-lo.

Conheça: Colastrina

Massagens também podem ser organizadas para ajudar na circulação sanguínea. Na dieta, devemos nos concentrar em frutas e legumes frescos, muita fibra, hidratos de carbono complexos (arroz, cereais, leguminosas …), peixe, carne branca e refeições simples com baixa tuku.Do beber regime devem ser incluídos pura água parada, verde e chás de ervas, sucos vegetais e bebidas azedas. Se você pensa seriamente, esqueça o álcool, especialmente duro. Café pode ser apreciado em 1-3 xícaras por dia. Cuidado com o cigarro, agrava a celulite e não só isso! Ao aderir aos princípios descritos, a celulite visível não tem chance.

Se você pertence àqueles que gostam do resultado perfeito, então você pode estar interessado em Renova 31, um produto que reúne o que existe de mais moderno em pesquisa no tratamento da celulite.

 

Sabemos que as doenças auto-imunes estão relacionadas com fatores ambientais (externos) e fatores intrínsecos do nosso organismo, como por exemplo, alterações nos níveis hormonais, baixo controle imunoregulatório e predisposição genética. Ou seja, fatores do nosso próprio organismo somados aos fatores ambientais aos quais estamos expostos cotidianamente, podem desencadear um ambiente propício para o surgimento de alguma doença autoimune.

A medicina moderna está lutando com um número crescente de pacientes que sofrem de doenças auto-imunes. Nos países desenvolvidos, afetando cerca de 8% da população, 75% do número total são mulheres.

O desafio da imunidade é proteger uma pessoa. Biomac é um produto que auxilia a repor suas vitaminas. No caso de auto-imunidade, porém, o corpo volta-se contra ele mesmo e começa a danificar seus órgãos. Um programa autodestrutivo, auto-agressão, é acionado no corpo. O alvo pode ser intestino grosso ou delgado ( doença de Crohn , colite ulcerativa , doença celíaca ), articulações ou músculos ( artrite reumatoide , miastenia, doença de Bechterew ), da pele, e um ligante ( psoríase , lúpus eritematoso, esclerodermia), sistema nervoso ( esclerose múltipla ) , pâncreas ( diabetes mellitus tipo I), glândula tireoide (tireoidite) e muitos outros órgãos.

Atualmente são conhecidos pela medicina vários tipos de doenças autoimunes, sendo que cada uma possui sintomas e tratamentos diferenciados e específicos. Entre algumas das principais doenças autoimunes estão:

  1. Lúpus: afeta a pele, rins, cérebro, articulações como demais órgãos;
  2. Esclerose Múltipla: afeta o cérebro e medula espinhal (sistema nervoso central);
  3. Psoríase: afeta a pele causando lesões avermelhadas e descamativas. Pode agredir o coro cabeludo, cotovelos, joelhos, pés, mãos e unhas;
  4. Tiroidite de Hashimoto: afeta diretamente a glândula da tireóide, comprometendo a produção dos hormônios fabricados por ela;
  5. Vitiligo: causa a perda gradativa da pigmentação da pele, causando manchas em todo corpo;
  6. Diabetes do tipo 1: leva ao organismos a não produzir a quantidade necessária de insulina e com isto, o nível de glicose no sangue fica elevado;
  7. Doença Celíaca: leva à intolerância ao glúten, substância encontrada no trigo, cevada, centeio e seus derivados como massas, pães, pizzas e etc;
  8. Artrite Reumatoide: afeta principalmente as articulações podendo levar à perda da função;
  9. Doença de Graves: leva à superatividade da tireóide, causando o que chamamos de hipertireoidismo.
  10. Anemia Hemolítica: causa a baixa concentração de glóbulos vermelhos no sangue, com número menor do que o necessário.

Mudanças no comportamento do sistema imunológico não podem ser explicadas pelos médicos de maneira convincente. Considerando a influência da genética e do meio ambiente, o fator desencadeante pode ser a virose comum. Na maioria dos pacientes, a causa da doença não é encontrada. Eles usam anti-inflamatórios, imunossupressão e respostas celulares, e são realizados testes biológicos. A supressão da imunidade é demorada. Ao mesmo tempo, no entanto, há um risco aumentado de infecções e câncer.

 

Qual caminho leva da cura para a cura?
O que está acontecendo no nível imunológico, hormonal e celular é um reflexo fiel da vida do paciente. Sua natureza, auto-excitação, auto-estima. E a glândula tireoide é chamada de tireoide, porque é um escudo emocional. Se a mulher é sensível e preocupada com ela, ela está estressada, o escudo emocional está enfraquecido. A glândula tireoide começa a funcionar mal, a resistência das mulheres às emoções diminui, as tensões e a fadiga aumentam.

O tratamento varia de acordo com o tipo de doença autoimune que o paciente tenha. O objetivo das terapias, no entanto, possuem três objetivos distintos:

  • Reduzir os sintomas
  • Controlar o processo autoimune
  • Retomar o funcionamento normal do sistema imunológico, mantendo a capacidade natural do corpo de combater os antígenos.

O resultado do tratamento depende da doença. A maioria das doenças autoimunes são crônicas, mas muitas podem ser controladas com tratamento. Os sintomas das doenças autoimunes podem aparecer e desaparecer continuamente.